Ética em pesquisa

 

Estudos e assuntos humanos

Para manuscritos que relatam estudos médicos que envolvem participantes humanos (mesmo que o estudo seja retrospectivo), é necessária uma declaração identificando o comitê de ética que aprovou o estudo e a confirmação de que o estudo está em conformidade com padrões reconhecidos, por exemplo: Declaração de Helsinque ; Política Federal dos EUA para a Proteção de Seres Humanos ; ou Diretrizes da Agência Europeia de Medicamentos para Boas Práticas Clínicas . Também deve declarar claramente no texto que todas as pessoas deram seu consentimento informado antes de serem incluídas no estudo. Um pdf da aprovação ética deve ser carregado no momento do envio. O número de aprovação ética deve ser incluído na seção Materiais e Métodos.

O anonimato do paciente deve ser preservado. Quando descrições detalhadas, fotografias ou vídeos de rostos ou partes do corpo identificáveis ​​são usados ​​para permitir a identificação, os autores devem obter o consentimento prévio e livre de informações do indivíduo. Os autores não precisam fornecer uma cópia do formulário de consentimento ao editor; no entanto, ao assinar a licença de autor para publicação, os autores devem confirmar que o consentimento foi obtido. Onde as fotografias são usadas, elas precisam ser cortadas o suficiente para impedir que indivíduos humanos sejam reconhecidos; as barras de olho roxo não devem ser usadas, pois não protegem suficientemente a identidade de um indivíduo).

 

Estudos Animais

Uma declaração indicando que o protocolo e os procedimentos empregados foram revisados ​​e aprovados eticamente, assim como o nome do órgão que aprovou, devem ser incluídos na seção Métodos do manuscrito. Os autores devem seguir as diretrizes da ARRIVE para relatar o desenho do estudo e a análise estatística; Procedimentos experimentais; animais experimentais, alojamento e criação. Os autores também devem indicar se os experimentos foram realizados de acordo com as diretrizes institucionais e nacionais relevantes para o cuidado e uso de animais de laboratório:


Registro de Ensaio Clínico

A revista exige que todos os ensaios clínicos com data de início após 31 de janeiro de 2017 sejam prospectivamente registrados em um banco de dados acessível ao público e os números de registro de ensaios clínicos sejam incluídos em todos os trabalhos que relatam seus resultados. Solicita-se aos autores que incluam o nome do registro do estudo e o número de registro do estudo clínico no final do resumo. Se o julgamento não for registrado, ou foi registrado retrospectivamente, as razões para isso devem ser explicadas.


Diretrizes para relatórios de pesquisa

Relatórios precisos e completos permitem que os leitores avaliem completamente a pesquisa, replicem e usem. Os autores são obrigados a aderir a padrões de relatórios de pesquisa reconhecidos. A Rede EQUATOR coleta mais de 370 diretrizes de relatórios para muitos tipos de estudo, incluindo:

  • Ensaios randomizados : CONSORT 
    Os ensaios clínicos devem ser relatados usando as diretrizes do CONSORT. Uma lista de verificação do CONSORT também deve ser incluída no material de envio em "Arquivos Suplementares para Revisão".
    Se o seu estudo for um ensaio clínico randomizado, você precisará preencher todas as seções da Lista de Verificação CONSORT. Se o seu estudo não for um estudo randomizado, nem todas as seções da lista de verificação poderão ser aplicadas ao seu manuscrito; nesse caso, basta preencher N / A.
  • Todos os ensaios clínicos prospectivos com data de início após 31 de janeiro de 2017 devem ser registrados em um registro público de ensaios.
  • Estudos observacionais : BJIHS STROBE 
    exige que autores de estudos observacionais em humanos em epidemiologia revisem e enviem uma declaração STROBE. Os autores que concluíram a lista de verificação do STROBE devem incluir como última frase na seção Métodos uma sentença declarando conformidade com as diretrizes / lista de verificação apropriadas. As listas de verificação devem ser incluídas no material de envio em "Arquivos Suplementares para Revisão". Por favor, indique na lista de verificação do STROBE o número da página onde o item correspondente pode ser localizado no manuscrito, por exemplo, página 4.
  • Revisões sistemáticas : PRISMA 
  • Relatos de casos : CARE 
  • Pesquisa qualitativa : SRQR 
  • Estudos de diagnóstico / prognóstico : STARD 
  • Estudos de melhoria da qualidade : SQUIRE 
  • Avaliações econômicas : CHEERS 
  • Protocolos de estudo : SPIRIT 
  • Diretrizes de prática clínica : CONCORDO


Também incentivamos os autores a se referirem e seguirem as diretrizes de:


Nomes das espécies

Após o seu primeiro uso no título, resumo e texto, o nome comum de uma espécie deve ser seguido pelo nome científico (gênero, espécie e autoridade) entre parênteses. Para espécies conhecidas, no entanto, nomes científicos podem ser omitidos nos títulos dos artigos. Se não existir um nome comum em inglês, apenas o nome científico deverá ser usado.


Nomenclatura Genética

As variantes de sequência devem ser descritas no texto e nas tabelas, usando designações de DNA e proteínas, sempre que apropriado. A nomenclatura das variantes de sequência deve seguir as diretrizes atuais de HGVS; veja varnomen.hgvs.org , onde são fornecidos exemplos de nomenclatura aceitável.


Dados da sequência


Os dados da sequência de nucleotídeos podem ser enviados em formato eletrônico para qualquer um dos três principais bancos de dados colaborativos: DDBJ, EMBL ou GenBank. Só é necessário enviar para um banco de dados, pois os dados são trocados entre DDBJ, EMBL e GenBank diariamente. A redação sugerida para se referir às informações do número de acesso é: 'Esses dados de sequência foram submetidos às bases de dados DDBJ / EMBL / GenBank sob o número de acesso U12345'. Os endereços são os seguintes:


Os dados da sequência de proteínas devem ser enviados para um dos seguintes repositórios:


Conflito de interesses

A revista exige que todos os autores divulguem quaisquer fontes potenciais de conflito de interesses. Qualquer interesse ou relacionamento, financeiro ou não, que possa ser percebido como influenciando a objetividade de um autor é considerado uma fonte potencial de conflito de interesses. Estes devem ser divulgados quando diretamente relevantes ou diretamente relacionados ao trabalho que os autores descrevem em seu manuscrito. As fontes potenciais de conflito de interesses incluem, entre outras: propriedade de patentes ou ações, participação em um conselho de administração de uma empresa, participação em um conselho ou comitê consultivo de uma empresa e consultoria ou recebimento de honorários de orador de uma empresa. A existência de um conflito de interesses não exclui a publicação. Se os autores não tiverem conflito de interesses a declarar, também deverão declarar isso no momento da submissão.

As políticas acima estão de acordo com os Requisitos uniformes para manuscritos submetidos a periódicos biomédicos, produzidos pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas ( http://www.icmje.org/ ).

 

Financiamento

Os autores devem listar todas as fontes de financiamento na seção Agradecimentos. Os autores são responsáveis ​​pela precisão de sua designação de financiador. Em caso de dúvida, verifique o Open Funder Registry para obter a nomenclatura correta: https://www.crossref.org/services/funder-registry/